Joias Assírias e Babilônicas

O tesouro, datando entre os séculos VIII e XIV aC, foi descoberto em 1988 pelo arqueologista iraquiano Muzahim Mahmud e sua equipe, em tumbas perto do antigo harém do palácio assírio da antiga cidade de Kalhu, mais tarde chamada Nimrud, norte do Iraque. O sítio arqueológico encontra-se perto da atual cidade iraquiana de Mossul e é, praticamente, o único tesouro assírio jamais encontrado com peças intactas, já que a quase totalidade das joias assírias foi derretida ou roubada ao longo dos séculos.

Em 2003, pouco tempo depois do estabelecimento das forças de ocupação americanas no Iraque, arqueólogos iraquianos e funcionários do Museu de Bagdá, assistidos por representantes da revista National Geographic e por membros do governo e do exército dos EUA, encontraram as peças do tesouro dentro de várias caixas de metal fechadas com cadeados no cofre do Banco Central Iraquiano.

As fotografias de Noreen Feeney documentam justamente o resgate do tesouro.

As peças foram devidamente limpas e voltaram a integrar o acervo em exposição do Museu Internacional do Iraque.

Faça o download do arquivo de Power Point completo das imagens da recuperação das joias no cofre do Banco Central Iraquiano (4,36 MB):
NIMRUD-Iraque

Assuntos similares